Sobre a música “Sozinha”, de Peninha/About the song “Sozinha”, by Peninha

Pela primeira vez, fui convidado a escrever um texto para ser traduzido e publicado originalmente em italiano. Foi uma sensação diferente e um processo bacana, de muito diálogo com a tradutora. O convite foi para eu escrever sobre a música “Sozinha”, de Peninha (que fez sucesso na voz do Caetano Veloso), e  que acaba deContinuar lendo “Sobre a música “Sozinha”, de Peninha/About the song “Sozinha”, by Peninha”

Cazuza, meus inimigos estão no poder/Cazuza, my enemies are in command

Tenho visto muitos vídeos no YouTube. Adoro mergulhar em pessoas e assuntos que me intrigam, que me inspiram, ver entrevistas, shows, conversas. Gente que já se foi há tempos segue muito viva em mim. Um destes que insistem em não morrer para mim é o Cazuza. Dentro da minha orelha fria, Cazuza segue cochichando segredosContinuar lendo “Cazuza, meus inimigos estão no poder/Cazuza, my enemies are in command”

Um poeta que (en)cantou o mundo/A poet who (en)chanted the world

Estava mais angustiado que o goleiro na hora do gol. Assim me senti ao terminar de ler agora a biografia do cantor e compositor Belchior, “Apenas um rapaz latino-americano”, escrita pelo jornalista Jotabê Medeiros. Belchior foi, mais do que cantor, mais do que músico, mais do que pintor, um poeta, que musicou angústias, amores eContinuar lendo “Um poeta que (en)cantou o mundo/A poet who (en)chanted the world”