“Em Ritmo de Fuga” (“Baby Driver”) é um filme pra ser visto com os ouvidos

O filme “Em Ritmo de Fuga” (no original “Baby Driver”), que estreou há poucos dias na Netflix,  é um ballet com belas coreografias que casam uma gostosa trilha sonora (jazz, rock, blues, pop) com cenas de tensão e lirismo. Algumas são memoráveis, como o início do filme, com um belo plano-sequência, no qual o jovemContinuar lendo ““Em Ritmo de Fuga” (“Baby Driver”) é um filme pra ser visto com os ouvidos”

Um Livro no qual a Justiça não é justa

O melhor presente que alguém pode me dar é sempre um livro. Em meu aniversário deste ano, o professor Ramildo Miguel, meu amigo e colega, me presenteou com um autor baiano que me agradou bastante: Itamar Vieira Junior, autor do romance “Torto Arado”. Em uma linguagem enxuta, sem perder o lirismo, Itamar Vieira descreve aContinuar lendo “Um Livro no qual a Justiça não é justa”

O Cândido, de Voltaire, é um bom adubo para o nosso jardim

Um jardim é um espaço planejado para a exibição de plantas e flores. Um jardim tem as cores e o cheiro de quem o planta. Um jardim pode exalar perfume ou odores fétidos. O jardim é a metáfora de Cândido, protagonista de mais um romance que acabo de ler durante a quarentena que me temContinuar lendo “O Cândido, de Voltaire, é um bom adubo para o nosso jardim”

Ler “O Quarto de Giovanni” é como ser decapitado por um capitão reformado

Na semana em que o mundo se lembra que racismo é crime, eu termino de ler “O Quarto de Giovanni”, um romance escrito por um grande escritor americano, James Baldwin. Na semana em que um policial americano branco sufoca com o joelho o americano negro George Floyd, já algemado e rendido, por nove minutos atéContinuar lendo “Ler “O Quarto de Giovanni” é como ser decapitado por um capitão reformado”

Harriet Ann Jacobs e os “Incidentes na Vida de uma Menina Escrava”

Acabo de ler um livro americano que me trouxe ao Brasil. “Incidentes na Vida de uma Menina Escrava” é um híbrido de autobiografia, romance e manifesto, escrito por Harriet Ann Jacobs, nascida escrava nos EUA no início do século XIX.  Oprimida, violentada e silenciada no sul da América, Harriet escreve para um leitor branco, livre,Continuar lendo “Harriet Ann Jacobs e os “Incidentes na Vida de uma Menina Escrava””

Hannah Arendt: a dúvida que conforta/Hannah Arendt: the comforting doubt

Em tempos de isolamento por conta do coronavírus, me tranco em casa e me tranco nos livros. Ao me trancar nos livros, me tranco nos meus pensamentos. Em um momento de tranca interna, me caiu nas mãos um livro de filosofia. Fui apresentado à filósofa alemã Hannah Arendt ao terminar de ler agora o seuContinuar lendo “Hannah Arendt: a dúvida que conforta/Hannah Arendt: the comforting doubt”

Uma série da Netflix que é um soco na boca e no olho do estômago/A Netflix series which prevents you from sleeping

Quem acompanha os meus comentários neste blog já percebeu que eu raramente deixo de ler um livro até o fim ou desisto de assistir a uma série antes do último episódio da última temporada. No entanto, eu quase não cheguei ao final do primeiro episódio de uma série da Netflix que me incomodou demais. “OlhosContinuar lendo “Uma série da Netflix que é um soco na boca e no olho do estômago/A Netflix series which prevents you from sleeping”

Um Clássico para os Clássicos/A Classic for the Classics

Tenho muita curiosidade para saber quais autores os grandes autores leram. Os livros clássicos para os autores clássicos. Acho que acabei de ler um desses: um livro que os grandes leram e que influenciou a obra que criaram, séculos depois, milênios depois. Sim, falo de um livro escrito há muitos anos, no século II d.C.,Continuar lendo “Um Clássico para os Clássicos/A Classic for the Classics”

O Peso de um Livro/The Weight of a Book

O Brasil tem um dos sistemas prisionais mais precários e mais populosos do mundo. As condições em que os presos aqui se encontram são, muitas vezes, medievais. E pouco, ou quase nada, contribuem para que o apenado se ressocialize. A sociedade, livre do lado de fora das grades, por sua vez, perpetua o confinamento dosContinuar lendo “O Peso de um Livro/The Weight of a Book”

O Rio de Janeiro ganhou uma biografia/Rio de Janeiro receives a biography

O Rio de Janeiro continua lindo. O Rio de Janeiro é uma escultura da natureza, que acaba de ser biografado em sua juventude. O jornalista Ruy Castro, em seu mais recente lançamento, “Metrópole à beira-mar – O Rio Moderno dos anos 20” (Companhia das Letras), descreve com detalhes a cultura, os costumes e um poucoContinuar lendo “O Rio de Janeiro ganhou uma biografia/Rio de Janeiro receives a biography”