Ler ‘A Autobiografia”, de Woody Allen, é um prazer comparado ao de assistir a seus melhores filmes/Reading Woody Allen´s “Apropos of Nothing” is as pleasurable as watching his best films

Woody Allen é um dos diretores de cinema mais interessantes e um dos meus favoritos. Com diálogos e personagens bem-humorados, seus filmes retratam situações dramáticas com as quais nós rapidamente nos identificamos. Recentemente ele lançou a história de sua vida em livro, “A Autobiografia”, que poderia muito bem ser o enredo de um dos filmesContinuar lendo “Ler ‘A Autobiografia”, de Woody Allen, é um prazer comparado ao de assistir a seus melhores filmes/Reading Woody Allen´s “Apropos of Nothing” is as pleasurable as watching his best films”

“Breaking Bad” e “Ozark” unem na hipocrisia os Estados Unidos ao Brasil/“Breaking Bad” and “Ozark” unite Brazil and the USA in hypocrisy

“Breaking Bad” e “Ozark” são duas séries da Netflix que prendem a atenção do espectador desde o primeiro momento. São muitas as semelhanças entre elas: os protagonistas são pessoas comuns; em “Breaking Bad”, o professor de química Walter White. Em “Ozark”, o planejador de finanças Marty Byrde. Ambos casados, com filhos. Amam a família eContinuar lendo ““Breaking Bad” e “Ozark” unem na hipocrisia os Estados Unidos ao Brasil/“Breaking Bad” and “Ozark” unite Brazil and the USA in hypocrisy”

O poema épico “Eneida”, do romano Virgílio, daria uma boa série na Netflix/Epic poem “The Aeneid”, by Roman poet Virgil, would make a good series on Netflix

Acabo de ler “Eneida”, um grande poema épico, publicado no ano 19 antes de Cristo. Escrito pelo poeta romano Virgílio, “Eneida” é uma continuação da “Ilíada”, de Homero, e é um fio que aponta para o futuro, pois, a partir de Virgílio, foram escritos, séculos depois, “A Divina Comédia”, de Dante Alighieri, e “Os Lusíadas”,Continuar lendo “O poema épico “Eneida”, do romano Virgílio, daria uma boa série na Netflix/Epic poem “The Aeneid”, by Roman poet Virgil, would make a good series on Netflix”

Um poema meu publicado na mais recente edição da Revista “Conexão Literatura”/My poem published in the latest edition of magazine “Conexão Literatura”

Queridos leitores do blog, foi publicado na mais recente edição da revista “Conexão Literatura” o meu poema ‘A Palavra Engana”. Para ler o poema (publicado na página 8) e a edição completa, veja o link: Clique para acessar o conexao_literatura68.pdf English – Dear blog followers, my poem “A Palavra Engana” has been published in theContinuar lendo “Um poema meu publicado na mais recente edição da Revista “Conexão Literatura”/My poem published in the latest edition of magazine “Conexão Literatura””

“Lupin” é uma série que nos diz que vidas negras são inteligentes/”Lupin” is a series which tells us that black lives are intelligent

Quando pensamos em Robin Hood, nos vem à cabeça a imagem de alguém que rouba dos ricos para dar aos pobres. Pois Assane Diop, o protagonista da série “Lupin”, que estreou nos primeiros dias de 2021 na Netflix, traz semelhanças com Robin Hood. No entanto, Diop dá seus golpes nos ricaços de Paris com umContinuar lendo ““Lupin” é uma série que nos diz que vidas negras são inteligentes/”Lupin” is a series which tells us that black lives are intelligent”

O Filme “Rosa e Momo” nos lembra que Sophia Loren e Fernanda Montenegro unem a Itália ao Brasil/Movie “The Life Ahead” shows us that Sophia Loren and Fernanda Montenegro unite Italy to Brazil

Estreou na Netflix há pouco mais de um mês o mais recente filme estrelado por Sophia Loren, “Rosa e Momo”. Eu diria que Sophia Loren está para a Itália assim como Fernanda Montenegro está para o Brasil. E o filme “Rosa e Momo”, com Sophia Loren, lembra o enredo de “Central do Brasil”, com FernandaContinuar lendo “O Filme “Rosa e Momo” nos lembra que Sophia Loren e Fernanda Montenegro unem a Itália ao Brasil/Movie “The Life Ahead” shows us that Sophia Loren and Fernanda Montenegro unite Italy to Brazil”

Ganhadora do Nobel, poeta polonesa Wislawa Szymborska escreve sua vida em ótima biografia/Nobel Prize Winner Polish Poet Wislawa Szymborska writes her life in a great biography

O nome da polonesa Wislawa Szymborska pode ser estranho para você, mas trata-se de uma das principais poetas do mundo, vencedora do Prêmio Nobel de Literatura de 1996. Acabo de ler a sua biografia, “Quinquilharias e Recordações”, e, em cada página de sua vida, me senti inspirado e estimulado a ler e a escrever. OContinuar lendo “Ganhadora do Nobel, poeta polonesa Wislawa Szymborska escreve sua vida em ótima biografia/Nobel Prize Winner Polish Poet Wislawa Szymborska writes her life in a great biography”

“Festa de Formatura”: Um elenco estrelado em uma sucessão de clichês/”The Prom”: a starred cast in a sequence of clichés – 14 de janeiro de 2021

Ver um filme com Meryl Streep é ter a quase certeza de assistir a uma atriz indicada ao Oscar pelo filme visto. Ela teve nada menos do que 20 indicações em sua carreira. É inegável que se trata de uma das mais completas e versáteis atrizes americanas. No entanto, ficarei surpreso e desapontado se MerylContinuar lendo ““Festa de Formatura”: Um elenco estrelado em uma sucessão de clichês/”The Prom”: a starred cast in a sequence of clichés – 14 de janeiro de 2021”

Um livro sobre canibais que não me alimentou/A book about cannibals that did not feed me

Caetano W. Galindo é um dos principais tradutores literários brasileiros. É dele, por exemplo, a premiada tradução do livro “Ulysses”, de James Joyce, ao português. Eu confesso que tentei, por duas vezes, ler o “Ulysses”, mas não passei da página 25. No entanto, reconheço o mérito do Galindo como tradutor, pois ele foi capaz deContinuar lendo “Um livro sobre canibais que não me alimentou/A book about cannibals that did not feed me”

Um filme que vacina contra o preconceito/A movie which is a vaccine against prejudice

O ano novo começa agora, e 2021 nos traz a pergunta: algo mudará? O recém-lançado filme na Netflix “A Voz Suprema do Blues” (no original “Ma Rainey´s Black Bottom”) sugere que há muito o que fazer, especialmente na questão do preconceito racial e na forma desigual como brancos e negros somos vistos. Foi o últimoContinuar lendo “Um filme que vacina contra o preconceito/A movie which is a vaccine against prejudice”