O Cândido, de Voltaire, é um bom adubo para o nosso jardim

Candide: Voltaire: 9781087113494: Amazon.com: Books

Um jardim é um espaço planejado para a exibição de plantas e flores. Um jardim tem as cores e o cheiro de quem o planta. Um jardim pode exalar perfume ou odores fétidos. O jardim é a metáfora de Cândido, protagonista de mais um romance que acabo de ler durante a quarentena que me tem isolado do contato com seres humanos de verdade. “Cândido ou o Otimismo”, escrito por Voltaire, conta a história de um homem que nasce servo e se transforma socialmente, sem nunca perder a sede de conhecimento e de entender a essência do ser humano. Apaixonado por uma mulher que lhe escapa das mãos algumas vezes, Cândido traz a doçura no nome, mas carrega a amargura nas aventuras que a vida arremessa a sua frente. Um questionador nato, ele, após perder a ingenuidade em uma quarentena que, assim como nós, sem ter o recurso do Zoom, o isola de quem ele mais ama, conclui: “vamos cultivar nosso jardim”. Recomendo esta flor de livro para o seu jardim.

2 comentários em “O Cândido, de Voltaire, é um bom adubo para o nosso jardim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: