Leio Machado de Assis com o mesmo prazer com que como uma pizza de muçarela/I read Machado de Assis as if I was eating a mozzarella pizza

Machado de Assis | A influência de Machado de Assis nos estudos...

 A melhor pizza de todas é a mais simples de fazer: a pizza de muçarela. É a massa coberta com queijo e molhada com azeite. O sabor é imbatível. Eu leio Machado de Assis com o mesmo prazer que sinto quando como uma fatia de pizza de muçarela. Talvez seja ele o maior escritor brasileiro, talvez seja o maior escritor em língua portuguesa de todos os tempos, talvez a muçarela seja a mais deliciosa das pizzas no mundo. Eu adoro reler o Machado de Assis. Desta vez, no entanto, depois de vários anos, li um Machado até então inédito para mim. E compartilho com vocês o sabor dessa leitura.

Na verdade, não foi um, foram dois. É um livro dividido em dois. Mas podem ser lidos separadamente. Um é, talvez, o “spin-off” do outro. Li o romance “Esaú e Jacó” em uma edição que o compartilha com o “Memorial de Aires” no mesmo livro. É como se fosse uma pizza metade muçarela, metade marguerita.

Em Machado, as palavras repousam em páginas da alma. Os personagens são psicologicamente ricos, intrigantes, familiares e incômodos. Esaú e Jacó são irmãos gêmeos, de grande semelhança física, mas com opiniões opostas em tudo. Um é republicano; o outro, monarquista. Um estuda medicina; o outro, direito. Um dos baratos desse livro é que ele se passa nos anos 1888 e 1889, e podemos ver nele uma crônica do Rio no ano da abolição dos escravizados e no ano da Proclamação da República. Como todo Machado, é recheado de ironia e humor por todos os lados. 

O Conselheiro Aires é um personagem importante em “Esaú e Jacó”. Na narrativa do romance, ele aparece em vários momentos escrevendo seu memorial, seu diário. “Memorial de Aires” é o diário do Conselheiro, mas é totalmente independente da história dos gêmeos, que nem aparecem em suas memórias. Aliás, Esaú e Jacó concordam em apenas um ponto: ambos se apaixonam pela mesma moça, Flora, que não consegue se decidir com qual dos dois ela quer se casar. Aires é chamado a aconselhá-los.

Ler Machado de Assis é sempre um saboroso programa. Mas, se me perguntar qual dos dois, entre “Esaú e Jacó” e “Memorial de Aires” , eu gostei mais de ler, não terei dúvidas na resposta: a pizza de muçarela.

EnglishThe best pizza of all is the simplest to make: the mozzarella pizza. It is the dough covered with cheese and a drop of olive oil. The taste is unbeatable. I read Machado de Assis with the same pleasure that I feel when I eat a slice of mozzarella pizza. Perhaps he is the greatest Brazilian writer, perhaps he is the greatest Portuguese-language writer of all time, and perhaps mozzarella pizza is the most delicious of all in the world. I love re-reading Machado de Assis. This time, however, after several years, I read a novel by Machado which I had never read before. And I will share with you here the taste of that reading.

In fact, it wasn’t one, it was two novels in the same book, which can be read separately. One is, perhaps, the “spin-off” of the other. I read the novel “Esau and Jacob” in a coedition with “Counselor Ayres´ Memorial” in the same book. It’s like a half-mozzarella, half-margherita pizza.

In Machado, words rest on pages of the soul. The characters are psychologically rich, intriguing, familiar and uncomfortable. Esau and Jacob are twin brothers, of great physical similarity, but with opposing opinions in everything. One is a Republican; the other, a Monarchist. One studies medicine; the other, law. One of the highlights of this novel is that it takes place in the years 1888 and 1889, and we can see in it a chronicle of Rio de Janeiro in the year of the abolition of the enslaved and in the year of the Proclamation of the Republic. Like all Machado´s stories, “Esau and Jacob“ is filled with irony and humor on all pages.

Counselor Ayres is an important character in “Esau and Jacob”. In the novel’s narrative, he appears at various times writing his memorial. “Counselor Ayres´ Memorial” is the Counselor’s diary, but it is totally independent of the twins’ story, and the brothers do not even appear in Ayres´ memories. In fact, Esau and Jacó agree on only one point: they both fall in love with the same girl, Flora, who cannot decide which of the two she wants to marry. Aires is called in to advise them.

Reading Machado de Assis is always a tasty program. But, if you ask me which of the two, between “Esau and Jacó” and “Counselor Ayres´ Memorial”, I liked reading better, I will have no doubts in the answer: the mozzarella pizza.

5 comentários em “Leio Machado de Assis com o mesmo prazer com que como uma pizza de muçarela/I read Machado de Assis as if I was eating a mozzarella pizza

  1. Maravilha texto. Machado sempre foi um porto seguro para quando eu queria ler, sentir calma e prazer. Com a certeza de encontrar qualidade e satisfação…No seu texto só faltou Guaraná Champagne….kikiki pernita- me a brincadeira.Ando escrevendo hai-kais…Hai-kai para Pancetti:Marinhas distantes, sem fim.Tão calmas e silenciosasque não se ouve o mar._geraldo_https://images.app.goo.gl/Qce6Ashd46AYbVMAAEnviado do meu Galaxy

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: