Clarice Lispector faz 100 anos/100 years of Clarice Lispector

Clarice Lispector: biografia, obras, frases e poemas - Toda Matéria

Um dos motivos pelos quais eu sou escritor atende pelo nome de Clarice Lispector. A primeira vez que li um romance escrito por esta ucraniana, que acidentalmente virou brasileira, eu fiquei “chapado” e quase aprendi a escrever. E até hoje, quando escrevo, escuto o eco de Clarice no fundo das minhas palavras. Como ela nasceu há exatos cem anos, em 2020 o nome Clarice Lispector será um dos mais pronunciados por aqui.

Assisti hoje à peça “Minhas Queridas- Cartas de Clarice Lispector às Irmãs”. Não se trata da literatura de Clarice no palco, pois o texto da peça é inspirado em cartas que ela escreveu para suas duas irmãs durante os 15 anos em que viveu em diversos países no exterior, acompanhando o marido diplomata, Maury Gurgel Valente. Trata-se mais da vida de Clarice, que traduziu a própria existência em sua ficção; portanto, o espetáculo é uma oportunidade de assistir a um pouco da literatura que ela escreveu. A peça procura entrar no universo clariciano pela margem: o espectador chega à ficção dela partindo da sua (sofrida) realidade. A mistura da vida real e da ficção de Clarice é muito bem articulada por um texto fluido e equilibrado entre as atrizes Marilene Grama e Simone Evaristo, que representam as irmãs e a própria autora. Há algumas “piscadelas” para o público em referências ao texto clariciano. Não poderiam faltar uma barata, um ovo e uma galinha (não necessariamente reais) no palco.

Com um cenário móvel, de três paredes que se transformam, e uma trilha sonora original com um potente blues, o ano do centenário de Clarice Lispector começa com esta peça, que introduz com competência um dos principais nomes de nossa literatura. Recomendo muito esta montagem, que fica em cartaz no Sesc Pinheiros até o dia 8 de fevereiro.


In English: I am a writer as a result of authors who influenced me. One of them is definitely Clarice Lispector. She would have turned 100 if she was still alive. Therefore 2020 will witness a number of plays, books and movies inspired by her work. Born in Ukraine, she came to Brazil when she was 2 years old. She always felt a foreigner anywhere in the world. The play “Dear Sisters”, which I watched today at Sesc Pinheiros, in São Paulo, is a great opportunity to be in touch with non-fiction texts by Lispector. The play is based on letters that she wrote to her 2 sisters when Clarice was living in various countries in Europe and in the US, when she was married to Diplomat Maury Gurgel Valente. The two actresses take turns as one of the sisters and as Clarice herself. The stage set consists of three movable walls and a powerful soundtrack of sad Blues. Elements of her fiction – as a cockroach, an egg and a chicken – will be on stage. I highly recommend this play.

3 comentários em “Clarice Lispector faz 100 anos/100 years of Clarice Lispector

Deixe uma resposta para Carolina De Castro Sollero Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: